Conselho de Administração da Petrobrás impõe derrota a Bolsonaro e breca mudança imediata no comando da estatal

O nome de Caio Paes de Andrade será submetido ao processo de governança interna e não deverá assumir o cargo antes de julho

www.brasil247.com - Caio Paes de Andrade e Petrobrás
Caio Paes de Andrade e Petrobrás (Foto: REUTERS/Paulo Whitaker | Michel Jesus/Câmara dos Deputados)


247 - O Conselho de Administração da Petrobrás decidiu nesta quarta-feira (25), por maioria, rejeitar a troca brusca do presidente da companhia, José Mauro Ferreira Coelho, anunciada pelo governo, impondo uma derrota a Jair Bolsonaro e ao ministro da Economia, Paulo Guedes. 

O Conselho de Administração determinou que o nome de Caio Paes de Andrade, indicado por Bolsonaro, será submetido ao processo de governança interna, ou seja, terá de tramitar no Comitê de Pessoas da Petrobras, segundo o blog da jornalista Ana Flor, do G1

Como o governo não enviou os nomes dos demais indicados para os demais assentos da companhia a que tem direito, o Conselho de Administração se reunirá para convocar a Assembleia Geral somente quando estes nomes chegarem. E entre a convocação e a realização da assembleia, é necessário um intervalo de 30 dias, segundo fato relevante divulgado pela Petrobrás. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

"Na prática, tudo isso significa que, antes de julho, o novo presidente da Petrobrás não teria condições de assumir o cargo", disse a jornalista.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email