Conselho de igrejas contesta impeachment

Em nota, Conic, que reúne evangélicos e católicos, acusa o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), de se basear em ‘argumentos frágeis’ para abrir processo contra Dilma Rousseff: “Perguntamos quais seriam as consequências para a democracia brasileira diante de um processo de deposição de um governo eleito democraticamente em um processo sem a devida fundamentação”

Em nota, Conic, que reúne evangélicos e católicos, acusa o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), de se basear em ‘argumentos frágeis’ para abrir processo contra Dilma Rousseff: “Perguntamos quais seriam as consequências para a democracia brasileira diante de um processo de deposição de um governo eleito democraticamente em um processo sem a devida fundamentação”
Em nota, Conic, que reúne evangélicos e católicos, acusa o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), de se basear em ‘argumentos frágeis’ para abrir processo contra Dilma Rousseff: “Perguntamos quais seriam as consequências para a democracia brasileira diante de um processo de deposição de um governo eleito democraticamente em um processo sem a devida fundamentação” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic), composto pelas igrejas Evangélica de Confissão Luterana, Episcopal Anglicana do Brasil, Metodista e Católica, contestou, em nota, o processo de impeachment de Dilma Rousseff comandado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ):

“Vemos com muita preocupação que o presidente da Câmara tenha acolhido um pedido de impeachment com argumentos frágeis, ambíguos e sem a devida sustentação fática para acusação de crime de responsabilidade contra a presidente da República”, diz o comunicado.

“Perguntamos quais seriam as consequências para a democracia brasileira diante de um processo de deposição de um governo eleito democraticamente em um processo sem a devida fundamentação.”

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247