Cônsul brasileiro na Austrália é exonerado após criticar Moro

"Eu não julguei o Moro, só disse que não é saudável um juiz fazer isso. Inclusive eu fui um dos caras que sempre bateram palma para a Lava Jato", disse Valmor Gomes Morais, cônsul honorário do Brasil na Austrália exonerado nesta quinta-feira (18), depois de criticar nas redes sociais a conduta do ex-juiz Sergio Moro revelada na troca de mensagens da Vaza Jato

Sergio Moro
Sergio Moro (Foto: Foto: REUTERS/Adriano Machado)

247 - Valmor Gomes Morais, cônsul honorário do Brasil na região de Queensland, na Austrália, foi exonerado do cargo nesta quinta-feira (18), menos de uma semana após de ter feito críticas ao ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, em seu perfil pessoal no Facebook. A informação é da BBC Brasil.

Segundo Morais, ele ficou sabendo da exoneração pelo Diário Oficial. A demissão foi resultado de ações de bolsonaristas, que teriam registrado reclamações na ouvidoria do Consulado-Geral do Brasil em Sydney. 

"Uma amiga me ligou e disse que havia uma publicação no Diário Oficial anunciando a minha exoneração. Não houve uma troca de e-mails, um telefonema, uma chance para que eu oferecesse o contraditório", afirma. O cargo de cônsul honorário costuma ser ocupado por pessoas que não são diplomatas ou servidores públicos, de forma voluntária - caso de Morais.

O motivo foi que o ex-cônsul, que é advogado, dizia em sua página nas redes sociais que os diálogos revelados pela Vaza Jato entre o então juiz federal Moro e o procurador Deltan Dallagnol, divulgados pelo The Intercept desde o mês passado, não seriam aceitas em um país como a Austrália porque "não é saudável para a democracia que um juiz fale com o promotor - se quiser falar com o promotor, não seja o juiz do caso".

"Usei aquele emoji que mostra uma pessoa com a mão na testa, sabe? Eu não julguei o Moro, só disse que não é saudável um juiz fazer isso. Inclusive eu fui um dos caras que sempre bateram palma para a Lava Jato", relatou Valmor.

Ele relatou ainda que a postagem levou o embaixador brasileiro no país, Sergio Bath, a ligar para ele pedindo que evitasse expressar opiniões pessoais na redes.

"O embaixador me ligou no começo da semana e perguntou se estava ocorrendo algo em Brisbane (capital de Queensland, onde funciona o consulado-honorário). Ele me perguntou se havia alguma movimentação estranha. Eu falei que um post que coloquei no Facebook causou alvoroço. Ele me pediu para evitar expressar opinião. Eu apaguei o meu post sobre Moro e fiz uma nova publicação dizendo que não aceitaria pessoas me xingando no meu perfil pessoal. Não posso tolerar essas coisas, que eles expressem sua raiva em outro lugar", diz.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247