Coronel Lima tentou esconder celular da PF

No momento de sua prisão, em São Paulo, o coronel reformado da Polícia Militar, João Baptista Lima Filho, tentou esconder um celular após a chegada da Polícia Federal a sua casa em São Paulo; ele disse aos agentes que não se sentia bem e sentou no sofá da sala de sua casa; após ele se levantar, a PF encontrou o aparelho embaixo de uma das almofadas do sofá

Coronel Lima tentou esconder celular da PF
Coronel Lima tentou esconder celular da PF

247 - No momento de sua prisão, em São Paulo, o coronel reformado da Polícia Militar, João Baptista Lima Filho, tentou esconder um celular após a chegada da Polícia Federal a sua casa em São Paulo. Ele disse aos agentes que não se sentia bem e sentou no sofá da sala de sua casa. Após ele se levantar, a PF encontrou o aparelho embaixo de uma das almofadas do sofá.

A reportagem do jornal O Estado de S. Paulo destaca que o "Coronel Lima é amigo do ex-presidente Michel Temer (MDB) há mais de 40 anos. A [operação] Descontaminação, desdobramento da Lava Jato, afirma que o militar reformado da Polícia Militar de São Paulo é um dos operadores financeiros do emedebista. Ambos foram presos."

Segundo o jornal, "o juiz Marcelo Bretas, da 7.ª Vara Criminal Federal do Rio, mandou custodiar por tempo indeterminado também a mulher de Lima, Maria Rita Fratezi, o ex-ministro Moreira Franco (Minas e Energia) e os empresários Carlos Alberto Costa, Carlos Alberto Costa Filho, Vanderlei de Natale e Carlos Alberto Montenegro Gallo. O juiz ainda decretou as custódias temporárias de Rodrigo Castro Alves Neves e Carlos Jorge Zimmermann."

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247