Corpos de estudantes mortos a tiros por colega em sala de aula são velados

Velório de dois alunos mortos por colega em ataque de escola de Goiânia estão sendo velados na manhã deste sábado; o atirador, de 14 anos, é filho de policiais militares levou pistola .40 da mãe para colégio e efetuou 13 disparos contra alunos; além dos dois mortos, quatro ficaram feridos com gravidade

Velório de dois alunos mortos por colega em ataque de escola de Goiânia estão sendo velados na manhã deste sábado; o atirador, de 14 anos, é filho de policiais militares levou pistola .40 da mãe para colégio e efetuou 13 disparos contra alunos; além dos dois mortos, quatro ficaram feridos com gravidade
Velório de dois alunos mortos por colega em ataque de escola de Goiânia estão sendo velados na manhã deste sábado; o atirador, de 14 anos, é filho de policiais militares levou pistola .40 da mãe para colégio e efetuou 13 disparos contra alunos; além dos dois mortos, quatro ficaram feridos com gravidade (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Os corpos dos estudantes João Pedro Calembo e João Vitor Gomes, ambos de 14 anos, são velados em cemitérios de Goiânia neste sábado (21). Os adolescentes foram mortos a tiros por um colega, filho de policiais militares, que efetuou 13 disparos em uma sala de aula do Colégio Goyases na sexta-feira (20). Outras quatro pessoas ficaram feridas.

O velório do estudante João Vitor teve início por volta de 1h no Cemitério Jardim das Palmeiras. Segundo colegas da vítima, ele e o atirador eram amigos e andavam juntos com frequência. O enterro dele está previsto para as 11h deste sábado no mesmo local.

Já o velório do adolescente João Pedro teve início por volta de 0h30 no Parque Memorial. Também conforme estudantes do colégio onde ocorreu o ataque, o garoto seria o alvo do autor dos disparos, por fazer bullying com o colega. O sepultamento do corpo está agendado para 10h.

Conforme informou o Instituto Médico Legal (IML) à TV Anhanguera, foi feita necropsia nos corpos e eles foram liberados por volta de 21h40 de sexta para as famílias.

As informações são de reportagem de Vanessa Martins no G1.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247