Costa e Youssef acusam atual diretor da Petrobras. Ele nega

Ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef afirmaram que o atual diretor de Abastecimento da Petrobras José Carlos Cosenza recebeu "comissões" de empreiteiras contratadas pela estatal; Cosenza substituiu Costa na diretoria; ele negou "veementemente" ter recebido comissões

Ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef afirmaram que o atual diretor de Abastecimento da Petrobras José Carlos Cosenza recebeu "comissões" de empreiteiras contratadas pela estatal; Cosenza substituiu Costa na diretoria; ele negou "veementemente" ter recebido comissões
Ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef afirmaram que o atual diretor de Abastecimento da Petrobras José Carlos Cosenza recebeu "comissões" de empreiteiras contratadas pela estatal; Cosenza substituiu Costa na diretoria; ele negou "veementemente" ter recebido comissões (Foto: Valter Lima)

247 - O ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa e o doleiro Alberto Youssef afirmaram que o atual diretor de Abastecimento da Petrobras José Carlos Cosenza recebeu "comissões" de empreiteiras contratadas pela estatal. Cosenza substituiu Costa na diretoria. O diretor negou ter recebido comissões.

A acusação foi revelada em um questionamento feito pelo delegado da Polícia Federal, Agnaldo Mendonça Alves, no interrogatório de um dos executivos presos na sexta-feira passada.

“Paulo Roberto e Alberto Youssef mencionaram o pagamento de comissões pelas empreiteiras que mantinham contratos com a Petrobras para si, para os diretores Duque, Cerveró e Cosenza e para agentes políticos, confirma?”, questionou o delegado em depoimento realizado no sábado.

A pergunta foi feita a Othon Zanoide de Moraes Filho, da Queiroz Galvão. Ele disse desconhecer o pagamento de comissões e que nunca teve conversa com ambos neste sentido. Sobre o atual diretor, o executivo da Queiroz Galvão disse conhecê-lo da época em que Cosenza trabalhava como subordinado de Costa. Afirmou que Cosenza participava de “quase todos” os encontros que teve com o ex-diretor. Perguntado se algum diretor da Petrobras exigiu dele qualquer pagamento de propina, respondeu de forma negativa.

A mesma pergunta foi feita pelo delegado em outros três depoimentos, de Ildefonso Colares Filho, presidente da Queiroz Galvão, e dos executivos da Engevix Newton Prado Júnior e Carlos Eduardo Strauch Albero.

A Petrobras respondeu por meio da assessoria de imprensa negando que o diretor tenha recebido recursos: "O diretor de Abastecimento da Petrobras, José Carlos Cosenza, nega, veementemente, as imputações de que tenha recebido "comissões" de empreiteiras contratadas pela Petrobras, ao tempo que reafirma que jamais teve contato com Alberto Yousseff".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247