CPI da Petrobras no Senado ouvirá Costa na terça-feira

Ex-diretor da Área de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa é o próximo a ser ouvido pela CPI do Senado, conforme informou nesta terça-feira o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB); Costa foi preso em março pela Polícia Federal, mas solto após determinação do STF; ele é acusado de integrar um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas

Ex-diretor da Área de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa é o próximo a ser ouvido pela CPI do Senado, conforme informou nesta terça-feira o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB); Costa foi preso em março pela Polícia Federal, mas solto após determinação do STF; ele é acusado de integrar um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas
Ex-diretor da Área de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa é o próximo a ser ouvido pela CPI do Senado, conforme informou nesta terça-feira o presidente da comissão, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB); Costa foi preso em março pela Polícia Federal, mas solto após determinação do STF; ele é acusado de integrar um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas (Foto: Gisele Federicce)

Agência Senado - O ex-diretor da Área de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa é o próximo a ser ouvido pela CPI do Senado que investiga denúncias de irregularidades na estatal. O executivo vai depor na próxima terça-feira (10), conforme informou o presidente da comissão de inquérito, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB).

Preso pela Polícia Federal na Operação Lava Jato, em março, ele foi solto por uma decisão do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). Costa é acusado de integrar um esquema de lavagem de dinheiro e evasão de divisas. A organização teria movimentado cerca de R$ 10 bilhões, com a participação do doleiro Alberto Youssef, que continua preso após a operação Lava Jato.

Paulo Roberto Costa será a sétima pessoa a ser ouvida pela CPI do Senado. Já prestaram depoimentos o ex-presidente da Petrobras Sérgio Gabrielli, ex-diretores da área Internacional Nestor Cerveró e Jorge Luiz Zelada e a atual presidente da estatal, Graça Foster. Na manhã desta terça-feira (3), falaram o ex-gerente-executivo Luis Carlos Moreira da Silva, e o diretor de Segurança Empresarial, Pedro Aramis de Lima Arruda.

À tarde, a CPI Mista da Petrobras reúne-se para votar parte dos mais de 600 requerimentos já apresentados, além do plano de trabalho do relator deputado Marco Maia (PT-RS).

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247