Crise de Janot e Gilmar pode mudar novo Código de Processo Civil

A crise declarada entre procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, tem levantado a discussão sobre trecho do novo Código de Processo Civil (CPC) que trata de impedimento de juízes;  aposta é que, depois de Janot sacar esse argumento contra Mendes, o Congresso ou o próprio STF podem se movimentar para rever a regra

Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes .2
Procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes .2 (Foto: Giuliana Miranda)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A disputa declarada entre o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, tem levantado a discussão sobre trecho do novo Código de Processo Civil (CPC) que trata de impedimento de juízes.

Ministros dizem que a cláusula é “impossível de ser cumprida”, já que o juiz é proibido de atuar em processo de qualquer empresa que seja cliente de escritório de seu parente, esteja ele atuando ou não no caso. A aposta é que, depois de Janot sacar esse argumento contra Mendes, o Congresso ou o próprio STF podem se movimentar para rever a regra.

As informações são da Coluna do Estadão.

 

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247