Cubanos do Mais Médicos terão direito a moradia no Brasil

O governo federal regulamentou a concessão de residência a cubanos que participaram do programa Mais Médicos, criado em 2013; os cubanos poderão solicitar residência no país por um período de 2 anos

247 - O governo federal regulamentou a concessão de residência a cubanos que participaram do programa Mais Médicos, criado em 2013. Os cubanos poderão solicitar residência no país por um período de 2 anos. O pedido deve ser feito à Polícia Federal (PF). O texto foi assinado pelos ministros Sergio Moro (Justiça e Segurança Pública) e Ernesto Araújo (Relações Exteriores).

Em 2018, Jair Bolsonaro, então candidato à presidência, prometue expulsar os médicos cubanos do Brasil. Após o governo cubano anunciou a saída do programa, o chefe do Planalto afirmou, já como presidente, que concederia, a todo cubano que o solicitasse, o status de asilado - um título diferente do de refugiado, mas que também permite ao estrangeiro permanecer legalmente no país.

A concessão está condicionada à apresentação de uma vários documentos, como a comprovação de atuação no Mais Médicos e certidão de antecedentes criminais dos estados em que morou no país.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247