Cúpula de partido bolsonarista teme ofensiva do PSL contra adesões à nova sigla

Jair Bolsonaro e seus aliados que comandam o processo de criação da Aliança pelo Brasil estão com medo da ofensiva do PSL para tentar impugnar assinaturas de apoio à criação do novo partido de extrema-direita

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A cúpula da Aliança pelo Brasil está preocupada com os efeitos da ofensiva do PSL contra a criação do novo partido de extrema-direita de apoio a Jair Bolsonaro. 

Esses dirigentes dizem que o comando do antigo partido de Bolsonaro tem orientado os diretórios estaduais e municipais a não receberem pedidos de desfiliação de apoiadores do ocupante do Palácio do Planalto.   

A cúpula da Aliança tem tentado, sem sucesso, acionar oficialmente a direção nacional do PSL para que a desincompatibilização seja efetivada, informa o Painel da Folha de S.Paulo.  

Os dirigentes do novo partido bolsonarista têm receio de que o cumprimento da lei eleitoral atrapalhe seus planos, uma vez que de acordo com a legislação, só eleitores não filiados a partidos políticos podem assinar listas de apoiamento à criação de novas legendas.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247