Damares diz que Eduardo Bolsonaro "é um dos mais capacidados do país"

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, defendeu a indiação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) como embaixador do Brasil no país, afirmando que "ele é uma das pessoas mais capacitadas" do país; o presidente Jair Bolsonaro defendeu a indicação de seu filho porque ele já fritou ele fritou hambúrguer e fala inglês

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em entrevista a uma rádio voltada para a comunidade brasileira em Miami, no Estados Unidos, a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, defendeu a indiação do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-RJ) como embaixador do Brasil no país, pois segundo ela, "ele é uma das pessoas mais capacitadas" do país.

"A primeira coisa que nós temos que falar é que não existe nepotismo nessa indicação, tá? Segundo, é possível um civil que não seja da carreira diplomática ser embaixador? Claro que é, a lei prevê isso. Terceiro: e se ele for indicado, o presidente está errando? O presidente está escolhendo uma das pessoas mais capacitadas no Brasil", afirmou a ministra que foi participar de um evento nos EUA sobre liberdade religiosa.

Jair Bolsonaro, por sua vez, voltou a afirmar que o filho tem experiência internacional, fala inglês e espanhol, e ainda sabe fritar hambúrguer; "Eduardo é meu filho... fala inglês, fala espanhol, tem uma vivência internacional muito grande. E frita hambúrguer também, tá legal?", disse.

Para Damares, o filho do presidente é um "menino culto e inteligente". "Eduardo muito jovem passou no vestibular da UFRJ, que quem é do Rio sabe que é um dos vestibulares mais difíceis de passar. Fala três idiomas. Passou no concurso da Polícia Federal. Um jovem extremamente preparado. Um menino culto, um menino inteligente, um parlamentar extremamente bem avaliado e hoje na Comissão de Relações Exteriores. Não é uma pessoa que vai entrar nesse universo sem conhecer as relações exteriores, conhece", defendeu, no entanto Eduardo fala inglês e espanhol e não três idiomas como afirmou.

Com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247