Damares diz que vai às ruas com feministas, mas sem seios à mostra

A pastora Damares Alves consolidou uma caricatura de ministra inédita até para os padrões brasileiros. As feministas veem Damares como alguém despreparada para o cargo que ocupa, mas a ministra deu uma declaração que surpreendeu - ainda que com ressalvas puritanas: "tem pautas feministas que eu abraço. Por exemplo: salários iguais entre homens e mulheres e luta contra a violência. Se for para eu e as feministas irmos para as ruas de braços dados contra isso, eu vou. Mas sem o exagero de seios à mostra"

Damares diz que vai às ruas com feministas, mas sem seios à mostra
Damares diz que vai às ruas com feministas, mas sem seios à mostra (Foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A pastora Damares Alves consolidou uma caricatura de ministra inédita até para os padrões brasileiros. As feministas veem Damares como alguém despreparada para o cargo que ocupa, mas a ministra deu uma declaração que surpreendeu - ainda que com ressalvas puritanas: "tem pautas feministas que eu abraço. Por exemplo: salários iguais entre homens e mulheres e luta contra a violência. Se for para eu e as feministas irmos para as ruas de braços dados contra isso, eu vou. Mas sem o exagero de seios à mostra."

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo destaca que "no encontro de uma hora e 45 minutos, a ministra disse ter sido incompreendida em suas falas, afirmou ser uma 'ativista adormecida' exercendo o cargo e declarou amar gays e travestis. Ele chorou ao falar de Lulu, uma índia criada por ela e retirada de uma aldeia na região do Xingu 'com autorização dos pais'."

A matéria ainda acrescenta: "Damares disse ainda que a Comissão de Anistia criada em 2002 por Lula passará por reformulação, com mudança de composição e revisão de indenizações. Suas primeiras declarações no cargo foram consideradas caricatas, como a fala 'menina veste rosa e menino, azul'... Os ideólogos que estão do lado de lá me conhecem. Eu não estou fazendo este enfrentamento agora porque sou ministra. Esse enfrentamento, especialmente a ideologia do gênero, eu faço de uma forma veemente como ativista. Minhas palestras e meus vídeos são usados no Brasil inteiro e no exterior no combate a essa ideologia."

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email