Daniel Silveira tem 48h para pagar fiança de R$ 100 mil para não voltar ao regime fechado

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, impôs fiança de R$ 100 mil, a ser paga em 48 horas, para que o deputado Daniel Silveira não retorne ao regime fechado. O parlamentar bolsonarista violou 30 vezes o monitoramento eletrônico judicial

Daniel Silveira (PSL)
Daniel Silveira (PSL) (Foto: Reila Maria/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), nesta quinta-feira, 10, impôs fiança de R$ 100 mil, a ser paga em 48 horas, para que o deputado Daniel Silveira, preso por ofender ministros da Corte, não retorne ao regime fechado, depois de seguidas violações da tornozeleira eletrônica.

O parlamentar bolsonarista violou 30 vezes o monitoramento eletrônico judicial, alegando que estava praticando artes marciais.

“Todas as ocorrências documentadas foram consolidadas na tabela abaixo, da qual é possível contabilizar cerca de 30 violações, entre as quais, quatro relacionadas ao rompimento da cinta/lacre, vinte e duas pertinentes à falta de bateria e cinco referentes à área de inclusão”, informou a PGR ao Supremo.

“No caso em análise, está largamente demonstrada, diante das repetidas violações ao monitoramento eletrônico imposto, a inadequação das medidas cautelares impostas em cessar o periculum libertatis do denunciado, o que indica a necessidade de recrudescimento das medidas aplicadas”, escreve Moraes. 

“A fiança está prevista no art. 319, VIII, do CPP, como medida cautelar diversa da prisão para, nas infrações que a admitem, assegurar o comparecimento a atos do processo, evitar a obstrução do seu andamento ou em caso de resistência injustificada à ordem judicial”, diz o ministro.

Inscreva-se no canal Cortes 247 e saiba mais:

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

Apoie o 247

WhatsApp Facebook Twitter Email