Daniel Silveira volta a desafiar STF e diz que Justiça ‘não faz mais nada’ após perdão de Bolsonaro

Durante uma “motociata” em apoio ao governo federal, o parlamentar bolsonarista disse que o Judiciário não tem mais o que fazer contra ele

www.brasil247.com -
(Foto: Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados)


247 - O deputado bolsonarista Daniel Silveira (PTB-RJ) voltou a desafiar o Supremo Tribunal Federal (STF) e sinalizou que não irá cumprir as medidas cautelares impostas pelo ministro Alexandre de Moraes no processo que investiga ataques à Corte, como o uso de tornozeleira eletrônica.

Durante uma “motociata” em apoio ao governo federal, no Rio, Silveira afirmou que, após o perdão de sua condenação feito por Jair Bolsonaro,  o Judiciário não tem mais o que fazer contra ele. “Eu nem poderia usar naquela época. Hoje é que eu não uso mesmo. Eu fui indultado pela graça. Quando o Judiciário tem o perdão presidencial, é meramente declaratório o reconhecimento. O Judiciário não faz mais nada, só declara a extinção”, afirmou.

Apesar da posição de Silveira, o ministro Moraes voltou a aplicar multas por descumprimento do uso da tornozeleira — que, somadas, chegam a R$ 645 mil —, e sustenta que as medidas cautelares não são afetadas pelo perdão concedido pelo presidente.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Silveira ficará inelegível

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Segundo o jornalista Guilherme Amado, do Metrópoles, um ministro do STF comunicou, há duas semanas, a um integrante da família Bolsonaro que está tomada a decisão de manter Daniel Silveira inelegível.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Ou seja: os efeitos da graça presidencial não se estenderão, na interpretação do STF, à devolução dos direitos políticos do deputado federal. E Silveira, assim, estará fora das eleições de 2022.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email