De Lucca: Judiciário está desesperado para tirar Lula da eleição

Após declaração do ministro do STE dizendo que Lula será barrado pela ficha limpa, o jornalista Willian de Lucca considera que o judiciário está desesperado para tirar Lula do pleito eleitoral; "Já prenderam Lula, tentaram destruí-lo através da mídia hegemônica, mas a candidatura dele só aumenta", ressalta; Assista a íntegra do programa Boa noite 247

Após declaração do ministro do STE dizendo que Lula será barrado pela ficha limpa, o jornalista Willian de Lucca considera que o judiciário está desesperado para tirar Lula do pleito eleitoral; "Já prenderam Lula, tentaram destruí-lo através da mídia hegemônica, mas a candidatura dele só aumenta", ressalta; Assista a íntegra do programa Boa noite 247
Após declaração do ministro do STE dizendo que Lula será barrado pela ficha limpa, o jornalista Willian de Lucca considera que o judiciário está desesperado para tirar Lula do pleito eleitoral; "Já prenderam Lula, tentaram destruí-lo através da mídia hegemônica, mas a candidatura dele só aumenta", ressalta; Assista a íntegra do programa Boa noite 247 (Foto: Lais Gouveia)

TV 247 - O programa Boa Noite 247 desta terça-feira (22) destacou a falta de ética representada pela figura de Sérgio Moro, que não esconde seu afeto pelos tucanos, além das manobras jurídicas para inviabilizar a candidatura de Lula, tendo em vista que o petista continua liderando tosas as pesquisas de intenção de voto à presidência da República. 

O ex-governador de Minas Gerais Eduardo Azeredo (PSDB-MG), acusado de envolvimento em esquemas de peculato e lavagem de dinheiro, pode ser preso a qualquer momento, pois todos os recursos para mantê-lo em liberdade foram esgotados.

O jornalista Alex Solnik afirma que prender em segunda instância é inconstitucional. "Não concordo com a prisão de Lula na segunda instância e também não concordo com a prisão de Azeredo", diz. 

O jornalista Willian de Lucca observa que outros membros do alto escalão do PSDB continuam livres. "Quem é Azeredo na fila do pão? Se a justiça fosse de fato para todos, figuras como Geraldo Alckmin (PSDB-SP) e José Serra (PSDB-SP) deveriam estar na cadeia", reflete. 

Uma reportagem do Diário do Centro do Mundo (DCM), relata que o escritório de advocacia que patrocinou a palestra do juiz Sérgio Moro em Nova York, tem como principal cliente a Petrobras. O deputado federal Wadih Damous (PT-RJ) irá denunciar Moro ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por conflito de interesses. 

"Não estou o acusando de ser ímprobo, mas suas ações não convencem do contrário. Essa denuncia explicita que a Lava Jato não pode ser conduzida por Moro", avalia De Lucca. 

A presidenta do Superior Tribunal Federa (STF) Carmen Lúcia, declarou que a corte não pode se antecipar ao barrar a candidatura de Lula, ao contrário do ministro do Superior Tribunal Eleitoral (STE) Ademar Gonzaga ao dizer que o ex-presidente será barrado pela lei da ficha limpa.

De Lucca considera que o judiciário está desesperado para tirar Lula do pleito eleitoral. "Já prenderam Lula, tentaram destruí-lo através da mídia hegemônica, mas a candidatura dele só aumenta", ressalta.  

América Latina 

O presidente da Venezuela Nicólas Maduro, após o não reconhecimento dos EUA ao processo eleitoral ocorrido no último domingo (20), optou por expulsar os diplomatas estadunidenses do país. 

"É bom reiterar que nunca teve ditadura na Venezuela nos últimos anos, a democracia lá funciona, tanto Chaves quanto Maduro foram eleitos pela via eleitoral e a oposição tem participação na vida política e midiática do País", conclui Alex Solnik. 

Inscreva-se na TV 247 e confira o programa Boa Noite 247


Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247