Defesa de Lula pede que ação de sítio saia de Curitiba

Defesa do ex-presidente Lula ingressou com um pedido junto ao STF para que a ação relativa ao sítio de Atibaia, que resultou na condenação sem provas do ex-presidente a cumprir uma sentença de 12 anos e 11 meses de prisão, seja retirada da 13.ª Vara Federal de Curitiba e enviada para a Justiça Federal de Brasília; com a ação, os advogados esperam que a decisão da juíza Gabriela Hardt seja anulada

Defesa de Lula pede que ação de sítio saia de Curitiba
Defesa de Lula pede que ação de sítio saia de Curitiba

247 - A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ingressou com um pedido junto ao Supremo Tribunal Federal (STF) para que a ação relativa ao sítio de Atibaia, que resultou na condenação sem provas do ex-presidente a cumprir uma sentença de 12 anos e 11 meses de prisão, seja retirada da 13.ª Vara Federal de Curitiba e enviada para a Justiça Federal de Brasília. Com a ação, os advogados esperam que a decisão da juíza Gabriela Hardt seja anulada.

O pedido, que está sob relatoria da ministra do STF Cármen Lúcia, foi feito pela defesa na manhã desta quarta-feira (6), poucas horas antes da publicação da sentença condenatória. Ela, porém, ainda não tomou uma decisão. Pedidos anteriores para que o processo fosse retirado da competência da 13ª Vara federal de Curitiba, contudo, já foram negados pelos ministros Dias Toffoli, que antes de assumir a presidência do STF era o relator do caso na Corte.

No pedido, a defesa sustenta que o caso não deveria ficar em Curitiba já que a Segunda Turma do STF havia decidido, em abril do ano passado, retirar da 13ª Vara os termos de colaboração ligados a investigação sobre o sítio de Atibaia. Ao rejeitar a liminar no ano passado, Toffoli determinou a retirada das menções a Lula feita por delatores da Odebrecht sobre o caso.

 

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247