Defesa nega que Lula tenha se encontrado com delator

Advogados do ex-presidente dizem que "as afirmações de Joesley Batista em relação a Lula não decorrem de qualquer contato com o ex-Presidente, mas sim de supostos diálogos com terceiros, que sequer foram comprovados"; "A referência ao nome de Lula nesse cenário confirma denúncia já feita pela imprensa de que delações premiadas somente são aceitas pelo Ministério Público se fizerem referência - ainda que frivolamente - ao nome do ex-Presidente", aponta nota

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz ato no Rio de Janeiro em defesa da indústria naval (29/04/2017)
 
Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva faz ato no Rio de Janeiro em defesa da indústria naval (29/04/2017)   (Foto: Paulo Emílio)

247 - A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ressaltou, por meio de nota, assinada pelos advogados Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira, que "as afirmações de Joesley Batista em relação a Lula não decorrem de qualquer contato com o ex-Presidente, mas sim de supostos diálogos com terceiros, que sequer foram comprovados". Para os advogados, "a referência ao nome de Lula nesse cenário confirma denúncia já feita pela imprensa de que delações premiadas somente são aceitas pelo Ministério Público se fizerem referência - ainda que frivolamente - ao nome do ex-Presidente", finaliza o texto.

Leia a íntegra da nota:

Verifica-se nos próprios trechos vazados à imprensa que as afirmações de Joesley Batista em relação a Lula não decorrem de qualquer contato com o ex-Presidente, mas sim de supostos diálogos com terceiros, que sequer foram comprovados.

A verdade é que a vida de Lula e de seus familiares foi - ilegalmente - devassada pela Operação Lava Jato. Todos os sigilos - bancário, fiscal e contábil - foram levantados e nenhum valor ilícito foi encontrado, evidenciando que Lula é inocente. Sua inocência também foi confirmada pelo depoimento de mais de uma centena de testemunhas já ouvidas - com o compromisso de dizer a verdade - que jamais confirmaram qualquer acusação contra o ex-Presidente.

A referência ao nome de Lula nesse cenário confirma denúncia já feita pela imprensa de que delações premiadas somente são aceitas pelo Ministério Público se fizerem referência - ainda que frivolamente - ao nome do ex-Presidente.

Cristiano Zanin Martins e Roberto Teixeira

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247