Delegados da PF querem que Segovia se retrate

Delegados da Polícia Federal acharam insatisfatórias as explicações do diretor-geral da corporação, Fernando Segovia, sobre a entrevista à Reuters em que teria indicado que um inquérito contra Michel Temer seria arquivado por falta de provas; os profissionais pressionam a associação nacional da categoria a pedir em público seu afastamento do cargo se não houver retratação

20/11/2017- Brasília - DF, Brasil- Solenidade de Transmissão do Cargo de Diretor-Geral da Polícia Federal ao Delegado Fernando Queiroz Segovia Oliveira. Foto: Marcos Corrêa/PR
20/11/2017- Brasília - DF, Brasil- Solenidade de Transmissão do Cargo de Diretor-Geral da Polícia Federal ao Delegado Fernando Queiroz Segovia Oliveira. Foto: Marcos Corrêa/PR (Foto: Gisele Federicce)

247 - Delegados da Polícia Federal acharam insatisfatórias as explicações do diretor-geral da corporação, Fernando Segovia, sobre a entrevista à Reuters em que teria indicado que um inquérito contra Michel Temer seria arquivado por falta de provas. 

De acordo com a coluna Painel, da Folha, os profissionais pressionam a associação nacional da categoria a pedir em público seu afastamento do cargo se não houver retratação.

Eles lembram que esta é a segunda vez que Segovia apontou fragilidades num inquérito contra Temer. Na primeira, ele destacou que a mala que levava R$ 500 mil entregue por um executivo da JBS a Rocha Loures, ex-assessor de Temer, era insuficiente como prova de corrupção (o ato foi gravado em vídeo).

Ao vivo na TV 247 Youtube 247