Denunciado por 250 estupros, João de Deus está recolhido e medicado

247 -"Ele [João de Deus] está recolhido e medicado", disse o administrador da Casa Dom Inácio de Loyola, em Goiânia, onde João de Deus realiza atendimentos; ele foi denunciado por crime de estupro contra mais de 250 mulheres e o Ministério Público pediu a sua prisão; os abusos terial ocorrido durante os atendimentos que o médium faz a centenas de pessoas que o procuram em busca de ajuda espiritual

Denunciado por 250 estupros, João de Deus está recolhido e medicado
Denunciado por 250 estupros, João de Deus está recolhido e medicado

De acordo com o administrador da Casa Dom Inácio de Loyola, em Goiânia onde João de Deus realiza atendimentos, o religioso tem tido crises de hipertensão desde quarta-feira (12), após uma ser denunciado por crime de estupro contra mais de 250 mulheres. O Ministério Público pediu a prisão do médium.

"Ele [João de Deus] está recolhido e medicado. Recolhido, porque acabou passando mal ontem quando chegou na Casa [Dom Inácio de Loyola]. E medicado por causa dos picos de pressão que tem tido, mas tudo sob controle, tomando remédios e sem riscos de algo grave. Nós precisamos saber quais serão os andamentos da Justiça em relação a esta situação e estamos acompanhando tudo", disse o administrador Chico Lobo, em entrevista ao G1.

O Ministério Público Estadual de Goiás (MP-GO) protocolou nesta quarta-feira (12) o pedido de prisão preventiva de João de Deus, após a força-tarefa criada pelo órgão receber mais de 250 denúncias de supostas vítimas do médium. O pedido aguarda análise da Justiça de Abadiânia. 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247