Depois de agredir jornalistas, Bolsonaro passa para o deboche

Pelas redes sociais, ele reagiu com ironia a um levantamento da Fenaj sobre suas agressões a jornalistas. “HAHAHAHAHAHAHA. KKKKKKKKKKKKKKK.” O comentário foi publicado na conta oficial do Facebook e do Twitter do chefe do Planalto.

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Foto: Marcos Corrêa/PR)

247 – Jair Bolsonaro ironizou um levantamento da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) sobre ataques à imprensa. O relatório da entidade, divulgado na quinta-feira passada, mostra que 208 ataques a veículos de comunicação e jornalistas foram registrados no ano passado e que Bolsonaro foi responsável por 121 desses casos ou 58% do total, segundo aponta reportagem do jornal Estado de S. Paulo.

Pelas redes sociais, o presidente reagiu com ironia. “HAHAHAHAHAHAHA. KKKKKKKKKKKKKKK.” O comentário foi publicado na conta oficial do Facebook e do Twitter do chefe do Planalto. 

Conforme o relatório da Fenaj, a maior parte dos ataques de Bolsonaro foi contabilizada na categoria “descredibilização da imprensa”. “Em 2019, a modalidade tornou-se a principal forma de ameaça à liberdade de imprensa no Brasil e foi incluída no relatório diante da institucionalização da prática”, disse a Fenaj. Confira seu tweet:

Brasil 247 lança concurso de contos sobre a quarentena do coronavírus. Participe do concurso

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247