Depois de apoiar Guaidó, Tábata agora apoia destruição da Previdência

Depois de se misturar com a direita dando apoio ao autoproclamado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, a deputada federal Tábata Amaral (PDT-SP) rompeu a unidade do seu partido e anunciou apoio à reforma da Previdência; ela diz que "sente uma tristeza muito grande" quando constata que deputados e partidos se posicionam contra a reforma antipopular da dupla Bolsonaro-Paulo Guedes

Depois de apoiar Guaidó, Tábata agora apoia destruição da Previdência
Depois de apoiar Guaidó, Tábata agora apoia destruição da Previdência

247 - Depois de se misturar com a direita dando apoio ao autoproclamado presidentei nterino da Venezuela, Juan Guaidó, a deputada federal Tábata Amaral (PDT-SP) rompeu a unidade do seu partido e anunciou apoio à reforma da Previdência. Ela diz que "sente uma tristeza muito grande" quando constata que deputados e partidos se posicionam contra a reforma antipopular da dupla Bolsonaro-Paulo Guedes.

O próprio partido de Tábata fechou questão contra essa reforma. Contudo, em declarações à repórter Idiana Tomazelli, de O Estado de S.Paulo, a deputada diz, como quem faz uma afirmação inocente: "Eu não consigo entender. Quem é progressista, quem tem a luta social como algo do sangue mesmo, como que essas pessoas não se posicionam contra a desigualdade que é perpetuada pela Previdência?".

Tábata Amaral não integra a Comissão Especial da reforma da Previdência, mas diz que trabalhará para esclarecer parlamentares e população e pela aprovação da PEC enviada pelo governo à Câmara, aponta a reportagem.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247