Depois de criticar Bolsonaro, Moro parabeniza Facebook por ação contra gabinete do ódio

“Fui alvo da rede de mentiras que age por motivos político-partidários. Pessoas que perderam qualquer senso de decência”, escreveu o ex-ministro de Bolsonaro, dando parabéns ao Facebook por derrubar 88 páginas

Governo entrega vídeo de reunião ministerial citada por Moro de cobrança de Bolsonaro sobre PF.
Governo entrega vídeo de reunião ministerial citada por Moro de cobrança de Bolsonaro sobre PF. (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O ex-juiz da Lava Jato Sérgio Moro, que foi ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, fez nesta quarta-feira (8) mais uma crítica ao governo, depois de dizer que seu ex-chefe é um “populista de direita” e o comparar ao ex-presidente Lula.

Desta vez, Moro parabenizou o Facebook por sua ação contra o gabinete do ódio, pela qual derrubou 88 páginas na rede social e no Instagram, ligadas a Jair Bolsonaro e seus filhos, além da presidência. A ação atingiu até um assessor de Bolsonaro, Tércio Arnaud Thomaz.

“Fui alvo da rede de mentiras que age por motivos político-partidários. Pessoas que perderam qualquer senso de decência. Parabéns ao Facebook que suspendeu as contas de notícias falsas e fraudes”, escreveu Moro

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email