Depois do DEM, Solidariedade abandona Baleia e amplia favoritismo de Lira

Ao menos 11 deputados do partido devem votar no candidato apoiado por Jair Bolsonaro

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Metrópoles - A bancada do Solidariedade, com 14 deputados, decidiu, nesta segunda-feira (1°/2), não aderir a bloco algum e liberou a bancada. O partido, que no início estava junto ao bloco do Arthur Lira (PP-AL) e, semanas atrás, optou por ingressar no de Baleia Rossi (MDB-SP), agora ficará independente, o que representa novo revés ao emedebista e ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

A eleição da presidência da Câmara dos Deputados será realizada a partir das 19h desta segunda-feira (1°/2). Ao menos 11 deputados do partido devem votar no candidato apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O líder do Solidariedade, deputado Zé Silva (MG), disse que tinha o aval da bancada para aderir a qualquer um dos blocos – embora, nos bastidores, os deputados estivessem livres para votar em quem quisessem –, mas com o prazo expirado não houve adesão.

“Ficamos fora de bloco, ficamos livre. A bancada autorizou como líder a aderir um bloco, quando expirou prazo às 12h não recebemos o código e não aderimos a nenhum”, afirmou Silva. Questionado se iria recorrer, o deputado disse que não.

Continue lendo no Metrópoles

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email