Depósito agrava suspeitas contra Aguinaldo Ribeiro

Gerente da Servimaxx transferiu R$ 150 mil para Erasmo Alex Souza Viana Barreto, filho de um antigo motorista do ministro. A empresa é parceira da Ideia Digital, empresa acusada pelo Ministério Público Federal de superfaturar em R$ 1,6 milhão o projeto de banda larga gestado quando Ribeiro era secretário de Ciência e Tecnologia em João Pessoa

Depósito agrava suspeitas contra Aguinaldo Ribeiro
Depósito agrava suspeitas contra Aguinaldo Ribeiro (Foto: BETO BARATA)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – Crescem as suspeitas de envolvimento do ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, em irregularidades num projeto de implantação de banda larga gratuita em João Pessoa, batizado de Jampa Digital. O esquema começa a ser investigado esta semana pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

No inquérito, consta cópia de duas transferências bancárias, no valor de R$ 150 mil, feitas em 31 de julho e 4 de agosto de 2009 na Caixa Econômica Federal (CEF), da conta de Pedro Vianna Torres, gerente da empresa Servimaxx Comércio e Serviços Informática, para Erasmo Alex Souza Viana Barreto, filho de um antigo motorista do ministro, na época contratado de seu gabinete de deputado estadual. As informações são do Globo.

A Servimaxx é parceira da Ideia Digital, empresa acusada pelo Ministério Público Federal de superfaturar em R$ 1,6 milhão o projeto de banda larga gestado quando Ribeiro era secretário de Ciência e Tecnologia em João Pessoa.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247