Deputado é condenado por fake news de Gleisi Hoffmann e Adélio Bispo

O deputado federal Beto Rosado (PP-RN) compartilhou, em um grupo, imagem que insinua amizade de Gleisi Hoffmann com Adélio Bispo

(Foto: Divulgação)
Siga o Brasil 247 no Google News

Metrópoles - O deputado federal Beto Rosado (PP-RN) foi condenado a se retratar e a pagar R$ 1,5 mil para Gleisi Hoffmann (PT-PR) por compartilhar fake news envolvendo a parlamentar e Adélio Bispo, homem que esfaqueou Jair Bolsonaro (sem partido) em 2018.

A sentença do 3º Juizado Especial Cível de Brasília foi publicada nesta quinta-feira (25/11). A presidente nacional do PT alegou à Justiça que Beto Rosado causou lesão à sua honra, ao enviar imagem, em um grupo de WhatsApp, na qual constavam insinuações de suposta amizade dela com Adélio Bispo.

O juiz André Gomes Alves entendeu que o deputado “agiu com imprudência ao replicar informação inverídica, pois dispunha de meios para averiguar a veracidade do fato antes de divulgá-lo em um ambiente coletivo de comunicação eletrônica”.

PUBLICIDADE

Continue lendo no Metrópoles

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: 

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email