Deputados de todos os partidos da base "traíram" governo na PEC 241

Foram poucos deputados, mas foi o suficiente para que todos os partidos da base aliada do governo de Michel Temer tivessem representantes ausentes ou que votaram contrariamente à PEC 241, proposta prioritária do Palácio do Planalto para 2016; principal "traição" foi do PSB, partido que até 2013 transitava na órbita do PT; Dos 32 integrantes da bancada da legenda,  10 votaram contra o congelamento dos gastos federais

Deputados de todos os partidos da base "traíram" governo na PEC 241
Deputados de todos os partidos da base "traíram" governo na PEC 241

247 - Foram poucos deputados, mas foi o suficiente para que todos os partidos da base aliada do governo de Michel Temer tivessem representantes ausentes ou que votaram contrariamente à proposta prioritária do Palácio do Planalto para 2016, segundo reportagem da Folha de S.Paulo.

"A principal "traição" ocorreu no PSB, partido que até 2013 transitava na órbita do PT. Dos 32 integrantes da bancada do partido do ministro Fernando Coelho Filho (Minas e Energia), 10 votaram contra o congelamento dos gastos federais.

O próprio ministro foi exonerado por Temer para retomar o mandato por um dia e engrossar a votação a favor da proposta.

Das principais siglas de apoio a Temer, o PMDB, partido do presidente, o PSDB e o PRB votaram em peso a favor da PEC. Mas as três legendas tiveram ausências: 4, 4 e 2, respectivamente, entre elas o candidato derrotado de Temer à Prefeitura do Rio de Janeiro, Pedro Paulo (PMDB).

Na oposição, a principal discrepância em relação à posição contrária à proposta se deu no PDT, com 6 dos 19 votos da bancada favoráveis ao projeto de Temer."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247