Deputados dizem que recuo de Bolsonaro é vitória, mas mobilização continua

"Diante da pressão dos estudantes, o governo recua. É hora de continuar lutando e resistindo em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade", enfatizou a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS), sobre a informação de que o presidente Jair Bolsonaro decidiu recuar e determinou que não haja mais cortes orçamentários na Educação

Deputados dizem que recuo de Bolsonaro é vitória, mas mobilização continua
Deputados dizem que recuo de Bolsonaro é vitória, mas mobilização continua (Foto: Agência Câmara)

247 - A informação de que o presidente Jair Bolsonaro decidiu recuar e determinou que não haja mais cortes orçamentários no Ministério da Educação (MEC) não causou o efeito de desmobilização.

"Diante da pressão dos estudantes, o governo recua. É hora de continuar lutando e resistindo em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade", escreveu a deputada federal Maria do Rosário (PT-RS).

"Amanhã o grito dos estudantes nas ruas vai ser um só: Não vai ter corte, vai ter luta", completou.

Outro parlamentar a comentar sobre o assunto foi o deputado Márcio Jerry (PCdoB-MA). "Vencemos primeiro round, mas a luta ainda não foi vencida. Tem luta nas ruas e nas escolas", escreveu em sua página nas redes sociais.

Segundo o parlamentar, o recuso do governo é mais uma demonstração de Jair Bolsonaro perde força. "Governo Bolsonaro é uma balbúrdia só, um imenso deserto de ideias e ações, um amontoado de desacertos. E é um governo fraco, bem fraco. A luta vai crescer, vitórias serão conquistadas", destacou.

  

Ao vivo na TV 247 Youtube 247