Deputados protocolam pedido de proteção de vida para Gleen Greenwald

O documento solicita ainda caráter de urgência e aparato da Polícia Federal para garantir a segurança e a integridade física de Gleen; “A liberdade de imprensa não pode ser ceifada, jornalistas não podem ter seu direito cerceado, muito menos serem ameaçados de morte”, diz Gervásio Maia, autor do requerimento

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

William De Lucca, 247 – Dois deputados do PSB protocolaram na Câmara dos Deputados nesta terça-feira (25) um requerimento solicitando ao ministro da Justiça, Sérgio Moro, proteção à integridade física e à vida do jornalista e advogado Glenn Greenwald, do deputado federal David Miranda e de familiares mais próximos.

O documento solicita ainda caráter de urgência e aparato da Polícia Federal “para garantir a segurança e a integridade física, própria e alheia de Gleen Greenwald”. Gervásio Maia (PSB-PB) e Lídice da Mata (PSB-BA) justificam que, desde as divulgações dos diálogos entre integrantes da força tarefa da Operação Lava Jato, Glenn e David Miranda, vem recebendo constantes ameaças nas redes sociais, o que justificaria o pedido de proteção.

 “O objetivo é proteger a integridade e a vida do jornalista e de seus familiares. Vivemos tempos de ódio, intolerância e perseguição à imprensa. É dever do Estado manter a segurança do jornalista e de toda família”, ressaltou Gervásio. “A liberdade de imprensa não pode ser ceifada, jornalistas não podem ter seu direito cerceado, muito menos serem ameaçados de morte. Esperamos que o Ministério da Justiça cumpra seu papel de proteger a democracia brasileira”, ressaltou o autor do requerimento.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247