Desembargador aposentado suspeito de vender sentenças é preso em Natal

Investigadores apontaram que o desembargador aposentado Francisco Barros Dias, que atuava numa turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, recebeu dinheiro em troca de decisões, por meio de um advogado; ele foi preso pela Polícia Federal

Investigadores apontaram que o desembargador aposentado Francisco Barros Dias, que atuava numa turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, recebeu dinheiro em troca de decisões, por meio de um advogado; ele foi preso pela Polícia Federal
Investigadores apontaram que o desembargador aposentado Francisco Barros Dias, que atuava numa turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, recebeu dinheiro em troca de decisões, por meio de um advogado; ele foi preso pela Polícia Federal (Foto: Gisele Federicce)

247 - O desembargador aposentado Francisco Barros Dias, que atuava numa turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região, em Natal, foi preso pela Polícia Federal acusado de intermediar e vender decisões judiciais.

Os investigadores apontaram que ele recebeu dinheiro em troca de decisões, por meio de um advogado. Foi seu voto que ajudou a pôr em liberdade o empresário Rychardson de Macedo Bernardo, preso em uma operação em 2011, e também que desbloqueou os bens do empresário.

"Houve o pagamento por intermédio do advogado Francisco Wellington da Silva da quantia de R$ 150 mil, que foi posteriormente repassada ao então desembargador Francisco Barros Dias. Com base nesse pagamento houve o voto do então desembargador Francisco Barros Dias para a concessão da liberdade", disse o procurador da República Renan Félix, segundo reportagem do Jornal Nacional.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247