Dilma assume articulação política para aprovar meta fiscal

A presidente assumirá o protagonismo na articulação política com o Congresso para garantir a aprovação da alteração da meta fiscal; ela se reunirá nesta terça (1º) com os líderes da base aliada na Câmara e no Senado empenho na aprovação da pauta; Dilma decidiu assumir as rédeas da reunião semanal com os partidos da base aliada, na qual pretende pedir o apoio dos deputados e senadores de siglas que foram contempladas com cargos de primeiro escalão na última reforma ministerial

Brasília - DF, 02/10/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante anúncio da reforma administrativa do Governo Federal. Foto: Ichiro Guerra/PR
Brasília - DF, 02/10/2015. Presidenta Dilma Rousseff durante anúncio da reforma administrativa do Governo Federal. Foto: Ichiro Guerra/PR (Foto: Valter Lima)

247 - A presidente assumirá o protagonismo na articulação política com o Congresso para garantir a aprovação da alteração da meta fiscal. Ela se reunirá nesta terça-feira (1º) com os líderes da base aliada na Câmara e no Senado empenho na aprovação da pauta.

Na tentativa de evitar uma derrota na sessão conjunta marcada para esta terça-feira (1º), a presidente decidiu assumir as rédeas da reunião semanal com os partidos da base aliada, na qual pretende pedir o apoio dos deputados e senadores de siglas que foram contempladas com cargos de primeiro escalão na última reforma ministerial.

A mudança de estratégia da petista, de assumir ela mesma protagonismo nas negociações, deve-se a avaliação de que não tem surtido o efeito desejado a atuação dos ministros da sigla junto às bancadas federais em projetos de interesse do governo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247