Dilma: Bolsonaro é um problema para o Brasil e o mundo, e deve sofrer impeachment

Ex-presidente Dilma Rousseff diz que Jair Bolsonaro desnuda um elenco de abusos e crimes, incluídos os de responsabilidade. "Bolsonaro é hoje um problema para o Brasil e o mundo. Seu governo, fundado na negação da ciência, no desprezo à cultura, às mulheres e aos mais pobres", diz ela

Dilma Rousseff e Jair Bolsonaro
Dilma Rousseff e Jair Bolsonaro (Foto: 247 | Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ex-presidente Dilma Rousseff defendeu nesta quinta-feira, 21, o impeachment de Jair Bolsonaro. Em nota, Dilma diz que Bolsonaro é um problema para o Brasil e o mundo. 

"Diante da pandemia, não só descumpre e combate as recomendações das autoridades sanitárias nacionais e internacionais, e despreza acintosamente o isolamento social, como também se opõe a qualquer forma de distanciamento, agravando os riscos no enfrentamento da Covid-19", aponta a petista. 

Nesta quinta-feira, mais de 400 entidades da sociedade civil, além de personalidades públicas como juristas, políticos e os partidos de oposição PT, PCdoB, PSOL, PCB, PCO, PSTU e UP, entregam às 11h desta quinta-feira, 21, um pedido de impeachment de Jair Bolsonaro à Câmara dos Deputados.

Ele é acusado de cometer crimes de responsabilidade e atentar contra a saúde pública ao violar recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) - já estimulou e compareceu, por exemplo, a manifestações de rua, enquanto, segundo autoridades médicas, aglomerações aumentam a propagação do coronavírus.

Leia a nota de Dilma na íntegra:

Bolsonaro deve sobre impeachment

Dilma Rousseff, ex-presidenta

Jair Bolsonaro é hoje um problema para o Brasil e o mundo. Seu governo, fundado na negação da ciência, no desprezo à cultura, às mulheres e aos mais pobres e vulneráveis, baseado no confronto permanente e no desvario administrativo, transformou o País num pesadelo sanitário, econômico e social.

Avança contra o Supremo e o Congresso, ameaça jornalistas e estimula uma base radical a agredir qualquer opositor. Sua investida chegou ao cúmulo de interferir na condução da Polícia Federal, porque uma investigação que atinge sua família é considerada por ele inapropriada.

Submisso aos EUA, impõe uma mudança radical nas relações diplomáticas entre o Brasil e os países parceiros sem levar em consideração alianças estratégicas ou mesmo a boa vizinhança com nações amigas. Sua incapacidade de diálogo levou o País a uma situação ainda mais preocupante, pois Bolsonaro se tornou uma ameaça muito perigosa e séria à saúde do povo brasileiro e também aos vizinhos que integram a América Latina.

Diante da pandemia, não só descumpre e combate as recomendações das autoridades sanitárias nacionais e internacionais, e despreza acintosamente o isolamento social, como também se opõe a qualquer forma de distanciamento, agravando os riscos no enfrentamento da Covid-19.

Nesse sentido, seu comportamento desnuda um elenco de abusos e crimes, incluídos os de responsabilidade, o que permite a abertura de um processo de impeachment.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247