Dilma: mentiras de Odebrecht não se transformarão em fatos

Em nota divulgada à imprensa, a presidente deposta Dilma Rousseff diz que o empresário Marcelo Odebrecht "volta a faltar com a verdade ao dizer em juízo que ele seria uma espécie de padrinho de pleitos da presidenta eleita Dilma Rousseff junto à construtora"; o executivo da empreiteira prestou depoimento à Justiça Federal do Paraná nesta terça-feira (5); "A verdade virá à tona. Insinuações ou mentiras lançadas não terão o condão de se transformar em fatos. A Justiça vai restabelecer a verdade", disse Dilma 

Dilma Rousseff e Marcelo Odebrecht
Dilma Rousseff e Marcelo Odebrecht (Foto: Charles Nisz)

247 - A presidente deposta Dilma Rousseff divulgou nota à imprensa comentando o depoimento do executivo Marcelo Odebrecht à Justiça Federal do Paraná nesta terça-feira (05). Na nota, Dilma diz que as mentiras de Odebrecht não se transformarão em fatos.

Leia a íntegra da nota divulgada por Dilma:

"A propósito do depoimento do empresário Marcelo Odebrecht à Justiça Federal do Paraná, noticiado pela mídia nacional nesta terça-feira, 5 de setembro, a Assessoria de Imprensa da presidenta eleita Dilma Rousseff esclarece:

Mais uma vez, o senhor Marcelo Odebrecht volta a faltar com a verdade ao dizer em juízo que ele seria uma espécie de padrinho de pleitos da presidenta eleita Dilma Rousseff junto à construtora.

É mentira que Dilma Rousseff tenha pedido ou mandado pedir recursos ou favores ao senhor Marcelo Odebrecht ou a dirigentes da empreiteira. Isso jamais aconteceu. O empresário mente.

A verdade virá à tona. Insinuações ou mentiras lançadas não terão o condão de se transformar em fatos. A Justiça vai restabelecer a verdade."

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247