Dilma: querem condenar Lula à prisão perpétua

A presidente deposta Dilma Rousseff criticou a condenação do ex-presidente Lula a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro pela juíza Gabriela Hardt no caso do sítio de Atibaia; "Se a condenação no 1º processo tinha por objetivo impedir a candidatura de Lula à presidência, agora a intenção é retirá-lo definitivamente da vida política. Na prática, as duas condenações somadas tentam lhe impor uma prisão perpétua", disse Dilma

Dilma: querem condenar Lula à prisão perpétua
Dilma: querem condenar Lula à prisão perpétua (Foto: Leonardo Contursi/CMPA)

247 - A presidente deposta Dilma Rousseff criticou a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e 11 meses de prisão por corrupção ativa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro pela juíza Gabriela Hardt no caso do sítio de Atibaia. 

"Se a condenação no 1º processo tinha por objetivo impedir a candidatura de Lula à presidência, agora a intenção é retirá-lo definitivamente da vida política. Na prática, as duas condenações somadas tentam lhe impor uma prisão perpétua", disse a presidente deposta. 

Leia, abaixo, a nota de Dilma:

1/ Lula é vítima de uma nova condenação sem provas. Mais uma vez está evidente sua inocência, e caracterizada sua situação de preso político.

2/ Se a condenação no 1º processo tinha por objetivo impedir a candidatura de Lula à presidência, agora a intenção é retirá-lo definitivamente da vida política. Na prática, as duas condenações somadas tentam lhe impor uma prisão perpétua.

3/ Cotado para o Prêmio Nobel da Paz, Lula tem sua cidadania interditada e seus direitos básicos suprimidos. Mas as condenações, maculadas por erros flagrantes, não farão com que se dobre aos seus algozes.

4/ A injustiça das duas condenações não vencerá a resistência de Lula nem a daqueles que o apoiam. Hoje, mais do que nunca, somos todos Lula. Lula nunca estará só. #LulaLivre

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247