Dilma se antecipa para evitar risco de prisão

A ex-presidente Dilma Rousseff, afastada por um golpe e acusada sem provas, apresentou petição à Justiça dizendo estar à  inteira disposição para prestar qualquer esclarecimento ou ser ouvida sobre qualquer processo ou investigação criminal, informa a jornalista Mônica Bergamo; com isso, a defesa de Dilma se antecipa a especulações feitas por investigadores e advogados de que ela poderia ser alvo de medidas mais drásticas, como uma prisão cautelar

Dilma se antecipa para evitar risco de prisão
Dilma se antecipa para evitar risco de prisão (Foto: Ricardo Stuckert/PR)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A ex-presidente Dilma Rousseff, afastada por um golpe e acusada sem provas, apresentou petição à Justiça dizendo estar à  inteira disposição para prestar qualquer esclarecimento ou ser ouvida sobre qualquer processo ou investigação criminal, informa a jornalista Mônica Bergamo. Com isso, a defesa de Dilma se antecipa a especulações feitas por investigadores e advogados de que ela poderia ser alvo de medidas mais drásticas, como uma prisão cautelar. 

A reportagem do jornal Folha de S. Paulo reforça que "há alguns dias, informações que circularam entre advogados e investigadores estimularam o temor de que a ex-presidente possa ser alvo de medidas cautelares mais drásticas, em consequência da delação de Antonio Palocci."

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247