Dimenstein: Bolsonaro fez da vida do Moro um deboche

O jornalista Gilberto Dimenstein lembra que a flexibilização repentina do Caixa 2 de políticos do governo, o que antes ele condenava como pior que corrupção, e o pacote anti-crime, traduzido como licença para matar, ajudaram a sepultar a imagem do ex-juiz; "Hoje, o Moro que era saudado não consegue mais andar na rua sem sem cobrado"

Dimenstein: Bolsonaro fez da vida do Moro um deboche
Dimenstein: Bolsonaro fez da vida do Moro um deboche (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

247 - O jornalista Gilberto Dimenstein, do Catraca Livre, disse em artigo publicado nesta sexta-feira (3) que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, perdeu a popularidade que tinha antes de embarcar no governo de Jair Bolsonaro (PSL), que sua vida tornou-se "uma tragédia".

"Já na indicação, um desgaste: ele virou ministro de um presidente que está ali, em boa parte, porque Lula está na cadeia. E está na cadeia por causa de Moro", critica Dimenstein.

Ele ainda lembra que a flexibilização repentina do Caixa 2 de políticos do governo, o que antes ele condenava como pior que corrupção, e o pacote anti-crime, traduzido como licença para matar, ajudaram a sepultar a imagem do ex-juiz.

"Rumores do pedido de demissão são provocados pela dificuldade de aprovação do pacote anticrime – Moro vê nessa dificuldade sabotagem dentro do próprio governo. Ainda está arriscado de perder o Coaf que, entre outras coisas, tem de investigar Flávio Bolsonaro. Familia Bolsonaro está cercada de suspeitas de desvios de dinheiro. Apesar dos vários indícios de desvio de dinheiro, confirmados pela polícia federal, o ministro do Turismo, Alvaro Antônio, do PS , ainda não foi demitido", completou. "Hoje, o Moro que era saudado não consegue mais andar na rua sem sem cobrado".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247