Diplomata que tirou senador da Bolívia pode virar embaixador na era Temer

Diplomata Eduardo Saboia, responsável por resgatar o senador boliviano Roger Pinto Molina em uma ação cinematográfica, poderá vir a ser embaixador graças à movimentação em torno de seu nome criada pelo ministro das Relações Exteriores, José Serra, junto a Michel Temer; em 2013, Saboia retirou Molina da embaixada brasileira em La Paz  escondido na mala de um carro e o trouxe ao Brasil de automóvel; Molina era um dos mais ferrenhos opositores do presidente boliviano Evo Morales e pouco após o episódio foi convidado pelo senador tucano Aloysio Nunes para trabalhar na Comissão de Relações Exteriores do Senado

Diplomata Eduardo Saboia, responsável por resgatar o senador boliviano Roger Pinto Molina em uma ação cinematográfica, poderá vir a ser embaixador graças à movimentação em torno de seu nome criada pelo ministro das Relações Exteriores, José Serra, junto a Michel Temer; em 2013, Saboia retirou Molina da embaixada brasileira em La Paz  escondido na mala de um carro e o trouxe ao Brasil de automóvel; Molina era um dos mais ferrenhos opositores do presidente boliviano Evo Morales e pouco após o episódio foi convidado pelo senador tucano Aloysio Nunes para trabalhar na Comissão de Relações Exteriores do Senado
Diplomata Eduardo Saboia, responsável por resgatar o senador boliviano Roger Pinto Molina em uma ação cinematográfica, poderá vir a ser embaixador graças à movimentação em torno de seu nome criada pelo ministro das Relações Exteriores, José Serra, junto a Michel Temer; em 2013, Saboia retirou Molina da embaixada brasileira em La Paz  escondido na mala de um carro e o trouxe ao Brasil de automóvel; Molina era um dos mais ferrenhos opositores do presidente boliviano Evo Morales e pouco após o episódio foi convidado pelo senador tucano Aloysio Nunes para trabalhar na Comissão de Relações Exteriores do Senado (Foto: Paulo Emílio)

247 - O diplomata Eduardo Saboia, responsável por resgatar o senador boliviano Roger Pinto Molina em uma ação cinematográfica, poderá vir a ser embaixador graças à movimentação em torno de seu nome criada pelo ministro das Relações Exteriores, José Serra, junto a Michel Temer.

A ação de Saboia aconteceu em 2013, quando ele retirou Molina – que estava abrigado há 455 dias na embaixada brasileira em La Paz – escondido na mala de um carro e o trouxe ao Brasil em um automóvel. Molina era um dos mais ferrenhos opositores do presidente boliviano Evo Morales.

Diante da repercussão, Saboia acabou sendo deslocada para cargos menos importantes.

Agora, o diplomata entrou no chamado Quadro de Acesso, o que o coloca na posição de se vir a se tornar embaixador em breve. Após a ação na Bolívia, Saboia foi chamado pelo senador Aloysio Nunes (PSDB) para trabalhar na Comissão de Relações Exteriores do Senado.

Como Aloysio e José Serra são bastante próximos, Aloysio auxiliou na indicação de Saboia para ascender ao chamado Quadro de Acesso. A expectativa é que a nomeação dele como embaixador aconteça ainda em dezembro.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247