Dodge monta sua equipe com veteranos de casos rumorosos de corrupção

Prestes a assumir a Procuradoria-Geral da República, Raquel Dodge já monta sua equipe; o grupo de transição para a posse da futura procuradora-geral da República, Raquel Dodge, é formado por cinco procuradores com experiência em rumorosos casos penais e de improbidade; Dodge deverá tomar posse às 10h30 do próximo dia 18

 Raquel Dodge
 Raquel Dodge (Foto: Giuliana Miranda)

247 - O grupo de transição para a posse da futura procuradora-geral da República, Raquel Dodge, é formado por cinco procuradores com experiência em rumorosos casos penais e de improbidade.

Dodge deverá tomar posse às 10h30 do próximo dia 18. Ela foi nomeada por Michel Temer após ficar em segundo lugar na lista tríplice eleita pela categoria, e não era o nome apoiado pelo atual procurador-geral.

Diferentemente de Janot, que não atuava na área penal até assumir a PGR, e que se cercou de procuradores com pouco registro nessa seara, Dodge tem ligação antiga com processos criminais e escalou nomes que estiveram à frente de investigações espinhosas antes da Lava Jato.

A escolha desses nomes, contudo, não significa necessariamente que o combate à corrupção será a única prioridade. Dodge tem dito a interlocutores que pretende destacar questões ligadas a direitos humanos, comunidades tradicionais e meio ambiente.

As informações são de reportagem de Rubens Valente e Reynaldo Turollo Jr na Folha de S.Paulo.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247