Dodge não diz se abrirá investigação contra filho de Bolsonaro que falou em fechar o STF

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, evitou comentar se tomará alguma atitude contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do candidato de extrema direita à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), declarar que para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF) bastam "um soldado e um cabo"; "Como conhecem meu comportamento desde que tomei posse, não anuncio o que vou fazer. Apenas comunicamos o que fizemos", disse Dodge 

Dodge não diz se abrirá investigação contra filho de Bolsonaro que falou em fechar o STF
Dodge não diz se abrirá investigação contra filho de Bolsonaro que falou em fechar o STF

247 - A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, evitou comentar se tomará alguma atitude contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL), filho do candidato de extrema direita à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), declarar que para fechar o Supremo Tribunal Federal (STF) bastam "um soldado e um cabo". "Como conhecem meu comportamento desde que tomei posse, não anuncio o que vou fazer. Apenas comunicamos o que fizemos", disse Dodge sobre o assunto.

Declaração de Dodge ocorre após o ministro do STF Alexandre de Moraes qualificar as declarações de Eduardo Bolsonaro, gravada em vídeo durante uma palestra antes do primeiro turno, como "absolutamente irresponsáveis". Nesta segunda-feira (22), Moraes pediu que a PGR abra uma investigação sobre o caso que, segundo ele, é tipificado pela Lei de Segurança Nacional.

Para Dodge, "é importante que todos nós tenhamos um atitude comprometida com respeito às garantias individuais" e que "não só palavras importam, atitudes também importam".

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247