Douglas Belchior sobre Lula: sem provas, e por convicção, não

O ativista Douglas Belchior diz que condenações sem provas, como no caso do ex-presidente Lula, "servem a uma Justiça de classe, com viés ideológico"; "Sem provas e por convicção depuseram uma presidenta. Não podemos permitir que sem provas e por convicção as coisas se deem na política e na economia do nosso país. Desse lado eu posso dizer: aqui tem provas, provas da força do nosso povo, da resistência, da resiliência. Vamos reagir nas ruas e nas urnas", diz ele; assista ao vídeo

O ativista Douglas Belchior diz que condenações sem provas, como no caso do ex-presidente Lula, "servem a uma Justiça de classe, com viés ideológico"; "Sem provas e por convicção depuseram uma presidenta. Não podemos permitir que sem provas e por convicção as coisas se deem na política e na economia do nosso país. Desse lado eu posso dizer: aqui tem provas, provas da força do nosso povo, da resistência, da resiliência. Vamos reagir nas ruas e nas urnas", diz ele; assista ao vídeo
O ativista Douglas Belchior diz que condenações sem provas, como no caso do ex-presidente Lula, "servem a uma Justiça de classe, com viés ideológico"; "Sem provas e por convicção depuseram uma presidenta. Não podemos permitir que sem provas e por convicção as coisas se deem na política e na economia do nosso país. Desse lado eu posso dizer: aqui tem provas, provas da força do nosso povo, da resistência, da resiliência. Vamos reagir nas ruas e nas urnas", diz ele; assista ao vídeo (Foto: Romulo Faro)

247 - O ativista do movimento negro e educador Douglas Belchior diz que condenações sem provas, como no caso do ex-presidente Lula, "servem a uma Justiça de classe, com viés ideológico". 

"Sem provas e por convicção depuseram uma presidenta. Não podemos permitir que sem provas e por convicção as coisas se deem na política e na economia do nosso país. A gente sabe que essa convicção que não precisa de provas é uma convicção de classe, ideológica, é uma convicção fascista, racista e elitista. Sem prova e por convicção não vão levar nosso povo e continuar a nos destruir. Desse lado eu posso dizer: aqui tem provas, provas da força do nosso povo, da resistência, da resiliência. Vamos reagir nas ruas e nas urnas", diz ele.

"Diziam que meu povo não tinha alma. Não havia provas, mas por convicção, a escravidão se fez por quase 400 anos. Não havia provas, mas havia convicção de que o Brasil seria tomado por comunistas, comedores de criancinha. Duas ditaduras, a última quase 30 anos. Sem provas e por convicção, massacre do Carandiru, Candelária, Vigário Geral, Eldorado dos Carajás".

Inscreva-se na TV 247 e assista ao vídeo de Douglas Belchior:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247