É alucinado e nos envergonha, diz Boulso sobre Bolsonaro na ONU

Após o discurso de Jair Bolsonaro na ONU, o líder do MTST, Guilherme Boulos, afirmou que o "mundo vê o Brasil ser comandado por um alucinado, que nos envergonha a cada vez que abre a boca"

(Foto: Felipe L. Gonçalves/Brasil247)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Guilherme Boulos, repudiou as declarações de Jair Bolsonaro, que, em discurso na Assembleia Geral da ONU, nesta terça-feira (24), culpou o socialismo pela pobreza em países da América do Sul.

"Na ONU, Bolsonaro conseguiu culpar num único discurso o socialismo, a pedofilia e um cacique como inimigos do país. O mundo vê o Brasil ser comandado por um alucinado, que nos envergonha a cada vez que abre a boca", escreveu o ativista no Twitter.

Em sua fala, Bolsonaro afirmou que a "ideologia (de esquerda) invadiu a alma humana e deixou um rastro de miséria por onde passou. Fui esfaqueado por mililante de esquerda. A ONU pode ajudar na derrota ao ambiente ideológico". "A ideologia invadiu nossos lares contra nossas famílias e tenta destruir a inocência de nossas crianças. O politicamente correto domina o debate público", complementou.

O ocupante do Planalto também culpou os indígenas pelas queimadas. "Clima seco favorece queimadas. Existem queimadas praticadas por índios", complementou.

Ele ainda o líder indígena Raoni Metuktire. "Muitas vezes essas lideranças, como Raoni, são usados como ferramenta de manobra para conduzir seus interesses sobre a Amazônia", disse.

Leia mais sobre o discuros de Bolsonaro na matéria do Brasil 247

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email