É grave a demissão de um ministro pelo filho do presidente, diz líder do PT

"Trata-se de um grave precedente de um filho do presidente demitir um ministro por motivos que a república desconhece. É uma lógica perversa e perigosa onde o privado se sobrepõe ao público e a família adquire status de Estado paralelo. Espero que a verdade venha a tona", escreveu o deputado Paulo Pimenta em sua conta no Twitter

É grave a demissão de um ministro pelo filho do presidente, diz líder do PT
É grave a demissão de um ministro pelo filho do presidente, diz líder do PT (Foto: Agência Câmara)

247 - O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS) alertou para um risco advindo da demissão do ex-ministro da Secretaria-Geral da presidência, Gustavo Bebianno, oficializada nesta segunda-feira (18). Para o líder do PT na Câmara, a participação do filho do presidente Jair Bolsonaro, vereador Carlos Bolsonaro (PSL) na demissão do ministro abre um grave precedente.

"Trata-se de um grave precedente de um filho do presidente demitir um ministro por motivos que a república desconhece. É uma lógica perversa e perigosa onde o privado se sobrepõe ao público e a família adquire status de Estado paralelo. Espero que a verdade venha a tona", escreveu Pimenta em suas redes sociais.

O petista disse ainda que as autoridades tem obrigação de questionar o ex-ministro sobre o esquema de utilização de laranjas na campanha eleitoral do PSL, partido que Bebianno presidiu durante a campanha de 2018. "O que ele sabe sobre o esquema de laranjas do PSL? Bolsonaro estava informado sobre o esquema? Quem mais do PSL e da campanha estava ciente?", questiona o parlamentar.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247