Eduardo Bolsonaro destitui todos os 12 vice-líderes na Câmara após assumir liderança

Deputado Eduardo Bolsonaro oficializou a destituição com documento encaminhando à secretária-geral da Câmara. Com isso, somente ele está autorizado a falar em nome da legenda na Casa

Dep. Eduardo Bolsonaro (PSL - SP)
Dep. Eduardo Bolsonaro (PSL - SP) (Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A primeira medida tomada pelo deputado Eduardo Bolsonaro assim que se tornou líder da bancada do PSL na Câmara, nesta segunda-feira 21, foi destituir todos os 12 vice-líderes da legenda.

O ofício comunicando a decisão sobre a destituição dos vice-líderes foi recebido pela Secretaria-Geral da Mesa nesta tarde. Eduardo se reuniu com oito parlamentares bolsonaristas – Aline Sleutjes (PR), Carlos Jordy (RJ), Filipe Barros (PR), Sanderson (RS), Major Vitor Hugo (GO), Bia Kicis.

Com isso, nenhum outro parlamentar está autorizado a falar em nome da legenda, além de Eduardo. O objetivo é neutralizar as ações contra o governo e isolar a ala bivarista, ligada ao presidente da sigla, Luciano Bivar.

Desde a semana passada, a legenda vive um racha com os deputados da bancada travando uma disputa de guerra de listas para definir o nome do líder que irá representar a bancada.

Já foram apresentadas seis listas. A mais recente foi validada na manhã desta segunda pela Secretaria e fez de Eduardo Bolsonaro o líder no lugar de Delegado Waldir (GO). No entanto, ainda há outras duas listas na fila de conferência.

É preciso ter o apoio da maioria da bancada para se tornar líder, ou seja, ao menos 27 assinaturas.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247