Eduardo Bolsonaro destitui todos os 12 vice-líderes na Câmara após assumir liderança

Deputado Eduardo Bolsonaro oficializou a destituição com documento encaminhando à secretária-geral da Câmara. Com isso, somente ele está autorizado a falar em nome da legenda na Casa

Dep. Eduardo Bolsonaro (PSL - SP)
Dep. Eduardo Bolsonaro (PSL - SP) (Foto: Vinicius Loures/Câmara dos Deputados)

247 - A primeira medida tomada pelo deputado Eduardo Bolsonaro assim que se tornou líder da bancada do PSL na Câmara, nesta segunda-feira 21, foi destituir todos os 12 vice-líderes da legenda.

O ofício comunicando a decisão sobre a destituição dos vice-líderes foi recebido pela Secretaria-Geral da Mesa nesta tarde. Eduardo se reuniu com oito parlamentares bolsonaristas – Aline Sleutjes (PR), Carlos Jordy (RJ), Filipe Barros (PR), Sanderson (RS), Major Vitor Hugo (GO), Bia Kicis.

Com isso, nenhum outro parlamentar está autorizado a falar em nome da legenda, além de Eduardo. O objetivo é neutralizar as ações contra o governo e isolar a ala bivarista, ligada ao presidente da sigla, Luciano Bivar.

Desde a semana passada, a legenda vive um racha com os deputados da bancada travando uma disputa de guerra de listas para definir o nome do líder que irá representar a bancada.

Já foram apresentadas seis listas. A mais recente foi validada na manhã desta segunda pela Secretaria e fez de Eduardo Bolsonaro o líder no lugar de Delegado Waldir (GO). No entanto, ainda há outras duas listas na fila de conferência.

É preciso ter o apoio da maioria da bancada para se tornar líder, ou seja, ao menos 27 assinaturas.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247