Eduardo Bolsonaro compara com prostituição recebimento de recursos para Amazônia

O deputado Eduardo Bolsonaro, que seu pai quer emplacar como embaixador nos Estados Unidos, comparou à prostituição o recebimento pelo Brasil de recursos do Fundo Amazônia. "Vamos ficar acertando Fundo Amazônia e continuar se prostituindo por causa disso?"

O deputado federal Eduardo Bolsonaro
O deputado federal Eduardo Bolsonaro (Foto: Paola De Orte/Agência Brasil)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O deputado Eduardo Bolsonaro, que seu pai quer emplacar como embaixador nos Estados Unidos, comparou à prostituição o recebimento pelo Brasil de recursos do Fundo Amazônia. "Vamos ficar acertando Fundo Amazônia e continuar se prostituindo por causa disso?" , destaca em sua edição desta sexta-feira (30) o jornal O Globo.  

O deputado também comparou a região amazônica a uma mulher bonita a quem alguém quer "pagar um drink". "A Amazônia, essa mulher tão bonita e outro cara vai lá, pisca para ela, quer pagar um drink para ela, não posso achar que esse drink está sendo pago de graça, né?"  

Foi com essas vilgaridades que o filho de Jair Bolsonaro respondeu aos jornalistas quando questionado sobre o motivo de o governo brasileiro declinar o auxílio financeiro de US$ 20 milhões oferecido pelo G7 nesta semana.  

Nesta sexta-feira (30), Eduardo Bolsonaro acompanhado pelo ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, se encontra em Washington com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.  

Ao anunciar a viagem nesta quinta-feira, Jair Bolsonaro escreveu: "Eduardo Bolsonaro daqui a pouco viaja para os Estados Unidos. Vai se encontrar com o Donald Trump. Eu quero agradecer publicamente aqui o senhor Donald Trump, a sua defesa do Brasil por ocasião do encontro do G7".  

O governo Bolsonaro segue a orientação estratégica de submeter os ingteresses do Brasil aos Estados Unidos governado por Trump.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email