Eduardo Bolsonaro se recusa receber pedido de convocação de chanceler feito pelo PSOL

Deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, recusou um requerimento feito por parlamentares do PSOL visando convocar o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para que ele explicasse as orientações feitas ao Itamaraty para que os textos diplomáticos contenham referências apenas ao sexo biológico e não a identidade de gênero

(Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

247 - O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, recusou um requerimento feito por parlamentares do PSOL visando convocar o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, para que ele explicasse as orientações feitas a integrantes do Itamaraty para que os textos diplomáticos contenham referências apenas ao sexo biológico e não a identidade de gênero. 

O requerimento feito pelos deputados Glauber Braga e David Miranda, do PSOL do Rio de Janeiro, foi encaminhado à Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara, presidido por Eduardo.

Segundo o blog dom jornalista Guilherme Amado, Eduardo, conhecido como 03, teria dito a outros membros da comissão que negaria o requerimento porque Araújo, segundo ele, já teria respondido a perguntas sobre o assunto durante uma audiência do colegiado realizada em junho. 

No requerimento, Braga e Miranda – que devem contestar a decisão de Eduardo - sustentam que as diretrizes visam "obrigar o corpo diplomático brasileiro a burlar a legislação vigente" e evitar sugestões da Organização Mundial da Saúde (OMS) ao proibir o uso de expressões como “saúde reprodutiva” ou “direitos sexuais e reprodutivos”.

Conheça a TV 247

Mais de Brasil

Ao vivo na TV 247 Youtube 247