Em livraria, Carlos Bolsonaro se depara com aula sobre revolução russa e reclama: "aula de comunismo"

De acordo com coluna no Globo, Carlos Bolsonao teria ido a uma livraria e se deparado com uma aula sobre revolução russa. Um funcionário o explicou que não se tratava de "aula de comunismo", e sim de um estudo sobre as grandes revoluções

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Carlos Bolsonaro, segundo coluna de Ascânio Seleme no Globo, teria ido a uma livraria e encontrado um grupo estudando e debatendo a revolução russa e falando de Lenin, Trótski e Marx. Carlos foi a um funcionário e questionou: “desde quando vocês dão aula de comunismo aqui?”.

O funcionário explicou que o encontro fazia parte de um ciclo de estudos sobre as grandes revoluções da história, não era uma aula de comunismo. Carlos Bolsonaro, descontente, contou o número de participantes da aula e também questionou um segurança, que respondeu: “não se trata de aula de comunismo, senhor, mas de um debate sobre revoluções”.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247