Em nova fase, Lava Jato investiga lavagem de dinheiro em imóveis e obras de arte. Família Lobão é um dos alvos

A PF cumpre 11 mandados de busca e apreensão pela 79ª fase da Operação Lava Jato. De acordo com a PF, os crimes investigados envolvem R$ 12 milhões em propinas. Estão sendo cumpridos mandados nos endereços de Márcio Lobão e Edison Lobão Filho (PSL-MA), filhos do ex-ministro Edison Lobão (MDB-MA). Agentes policiais também foram a outros estados

Polícia Federal deflagra 79ª Fase da Operação Lava Jato
Polícia Federal deflagra 79ª Fase da Operação Lava Jato (Foto: Divulgação/PF)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta terça-feira (12), 11 mandados de busca e apreensão pela 79ª fase da Operação Lava Jato. Investigadores apuram o pagamento de propina na Transpetro e operações de lavagem de dinheiro por meio da negociação de imóveis e obras de arte. De acordo com a PF, os crimes investigados aconteceram entre 2008 e 2014, com pagamento de R$ 12 milhões em propinas.

Estão sendo cumpridos mandados nos endereços de Márcio Lobão e Edison Lobão Filho (PSL-MA), filhos do ex-ministro Edison Lobão (MDB-MA). Além dos dois mandados em São Luís (MA), policiais cumprem mais três no Rio de Janeiro, dois em Brasília, dois em São Paulo e um em Angra dos Reis.

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), as ordens judiciais visam apreender mais de 100 obras de arte dos investigados. As obras serão levadas para Curitiba para uma perícia da polícia.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247