Em novo recuo, Vélez suspende pedido de filmagem de alunos cantando hino

Em um novo recuo após a polêmica causada para que diretores de escolas de todo o país filmassem os alunos cantando o hino nacional, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodrigues, decidiu suspender o pedido de gravação  envio dos vídeos para o Ministério. Na carta enviada às escolas, a terceira nesta semana, Vélez diz que as imagens não devem mais ser enviadas ao ministério por "questões técnicas de armazenagem e de segurança"

Em novo recuo, Vélez suspende pedido de filmagem de alunos cantando hino
Em novo recuo, Vélez suspende pedido de filmagem de alunos cantando hino (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

247 - Em um novo recuo após a polêmica causada para que diretores de escolas de todo o país filmassem os alunos cantando o hino nacional, o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodrigues, decidiu suspender o pedido de filmagem e envio dos vídeos para o Ministério. Na carta enviada às escolas, a terceira nesta semana, Vélez diz que as imagens não devem mais ser enviadas ao ministério por "questões técnicas de armazenagem e de segurança".

A decisão, tomada nesta quarta-feira (27), foi registrada em um documento com os esclarecimentos do ministro sobre o assunto prestado junto ao Ministério Público Federal (MPF).

Anteriormente, Vélez já enviado uma carta às escolas de todo o país onde retirava o slogan da campanha presidencial de Jair Bolsonaro e que integrava a mensagem que deveria ser lida aos estudantes por ocasião da gravação do vídeo, além de informar que as filmagens deveriam ser autorizadas pelos pais ou responsáveis.

A primeira carta, enviada na segunda-feira, abriu uma crise no ministério e foi condenada até mesmo por integrantes da bancada governista e do movimento Escola Sem partido, alinhado á extrema direita.

 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247