Em PE, Bolsonaro diz que abandonou 'populismo' e 'promessas vazias'

Em sua primeira viagem pelo Nordeste, Região onde possui os níveis mais baixos de aprovação, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar os governos dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff ao afirmar, de forma messiânica, que foi eleito "para mudar o destino do nosso Brasil, deixando de lado o populismo, deixando de lado as promessas vazias, sempre ao lado da verdade e de Deus"

Em PE, Bolsonaro diz que abandonou 'populismo' e 'promessas vazias'
Em PE, Bolsonaro diz que abandonou 'populismo' e 'promessas vazias' (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Em sua primeira viagem pelo Nordeste, Região onde possui os níveis mais baixos de aprovação, o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar os governos dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff ao afirmar que sua gestão abandonou o "populismo" e as "promessas vazias".

"Chegamos para mudar o destino do nosso Brasil, deixando de lado o populismo, deixando de lado as promessas vazias, sempre ao lado da verdade e de Deus buscar esse objetivo. Não é fácil. Fazer a coisa certa na política não é fácil, mas nós seguiremos esse nosso objetivo", disse.

A declaração foi feita em Petrolina, Sertão de Pernambuco, onde Bolsonaro participou da entrega de unidades do residencial Morada Nova, que integra o programa Minha Casa, Minha Vida, criado no governo Lula e aperfeiçoado na gestão de Dilma Rousseff.

Nesta sexta-feira (24), porém, o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto, disse que o governo Bolsonaro pretende transformar o Minha Casa, Minha Vida em uma espécie de "Meu Aluguel, Minha Vida". De acordo com a intenção do governo, a "faixa 1" (para famílias com renda até R$ 1,8 mil) e "faixa 1,5" (com renda até R$ 2,6 mil) deixariam de ter direito à casa própria e passariam a pagar aluguel pra o governo (leia no Brasil 247).

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247