Em resposta a Bolsonaro, oposição vai tentar desfazer acordo no Congresso

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) é crítico do acordo entre o Congresso e o governo em torno do pagamento de emendas parlamentares. Ele questiona por que o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, ouve calado os ataques de Bolsonaro. Randolfe diz que o silêncio dá a impressão de que Bolsonaro acha que “pode fazer o que quiser"

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse estar assustado com o fato de o presidente do Congresso, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), não ter se manifestado publicamente após as afirmações de Bolsonaro no sábado (7), quando convocou pela segunda vez manifestações contra o Congresso Nacional .

Para Randolfe, Bolsonaro tenta comprar o silêncio do Legislativo ao fazer acordo para liberar recursos aos deputados e senadores. Ele defende a derrubada dos projetos acordados para dar uma resposta aos ataques de Bolsonaro.

Por sua vez, o senador Paulo Paim (PT-RS) afirmou que a oposição vai trabalhar para obstruir a votação dos projetos orçamentários prevista para esta terça-feira (10). 

A declaração de Bolsonaro convocando as manifestações de 15 de março desagradou os presidentes da Câmara, do Senado e do STF (Supremo Tribunal Federal).

As informações são do jornalista Bernardo Caram 

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247