Empresa americana diz ter pago propina à FAB e ao governo de Roraima

Dallas Airmotive, que presta serviços de manutenção de aeronaves, disse ter subornado funcionários públicos da Força Aérea Brasileira e do governo de Roraima para conseguir fechar contratos no Brasil, entre 2008 e 2012; e nota, a FAB disse que já apura os fatos; ex-governador de Roraima José de Anchieta Junior (PSDB) disse repudiar irregularidades

Dallas Airmotive, que presta serviços de manutenção de aeronaves, disse ter subornado funcionários públicos da Força Aérea Brasileira e do governo de Roraima para conseguir fechar contratos no Brasil, entre 2008 e 2012; e nota, a FAB disse que já apura os fatos; ex-governador de Roraima José de Anchieta Junior (PSDB) disse repudiar irregularidades
Dallas Airmotive, que presta serviços de manutenção de aeronaves, disse ter subornado funcionários públicos da Força Aérea Brasileira e do governo de Roraima para conseguir fechar contratos no Brasil, entre 2008 e 2012; e nota, a FAB disse que já apura os fatos; ex-governador de Roraima José de Anchieta Junior (PSDB) disse repudiar irregularidades (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A empresa norte-americana Dallas Airmotive, que presta serviços de manutenção de aeronaves, confessou ter pago propina a funcionários públicos brasileiros para conseguir fechar negócios com o Brasil, o Peru e a Argentina.

Segundo a empresa, receberam dinheiro da empresa funcionários da Força Aérea Brasileira (FAB) e do governo de Roraima, entre 2008 e 2012. A companhia se comprometeu a devolver US$ 14 milhões aos cofres públicos dos Estados Unidos.

O ex-governador José de Anchieta Junior (PSDB), que governava Roraima no período, declarou por meio de sua assessoria que "repudia qualquer postura dessa natureza e que vai apurar todos os fatos" relacionados a contratos com a empresa.

Em nota, a FAB afirmou que os dois militares acusados de terem recebido propina não têm patente de oficial. Um dos suspeitos é suboficial e outro um sargento. A Força Aérea não divulgou os nomes dos militares.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247